Método para ViolinoOlá pessoal, neste artigo vou falar um pouco sobre o método Anton Schmoll (A. Schmoll) um Método para violino muito usado em instituições religiosas.

Você que segue o site e sabe da minha história provavelmente já deduziu que o primeiro método que eu utilizei foi esse.

Realmente foi esse o primeiro Método para violino que eu tive contato quando comecei a aprender na igreja.

Hoje eu já conheço vários outros, e sei que existem caminhos melhores para se aprender violino de maneira eficaz, inclusive tenho alunos que nunca viram este método e nem sabem que ele existe. Porém ele ainda é utilizado pelas igrejas até hoje. Eu já vi este método sendo utilizado pela CCB (Congregação Cristã no Brasil), Assembleia de Deus, Igreja Batista, entre outras.

Eu vou dar minha opinião sobre este método, mas gostaria que você desse uma olhada nele antes.

Método para violino – A. Schmoll

Clique aqui para fazer o download do método caso você não consiga visualizá-lo ou baixá-lo acima.

Minha opinião

Como escrevi anteriormente, eu não o utilizo mais. Os únicos alunos meus que ainda estudam este método são os que estão aprendendo comigo para tocar na igreja. Então eles estudam porque vão usá-lo na hora dos exames.

Conversei com um amigo violinista e chegamos à conclusão que o A. Schmoll na verdade é uma compilação de outros métodos e não segue um critério, pula etapas e não possui exercícios suficientes para desenvolvimento antes da execução (stacatto, legato, detaché, etc.) por isso que eu prefiro utilizar outros métodos para um aprendizado mais produtivo.

Agora você deve estar pensando quais métodos eu utilizo e quais você deve utilizar, vou listar os 10 métodos que eu mais utilizo, porém eu indico métodos diferentes para cada aluno, dependendo das facilidades e dificuldades que cada um possui.

  1. All For Strings – Para alunos iniciantes
  2. Essential Elements for Strings- Para alunos iniciantes
  3. Ferrara – Para revisões
  4. Suzuki – Repertório para acompanhar outros métodos
  5. Hans Sitt – Alunos intermediários
  6. Basics (Simon Fischer) – Alunos que já tocam mas possuem maus hábitos e/ou vícios
  7. Kreutzer – Alunos intermediários
  8. Casorti – Técnicas de arco
  9. Tartini – Também para arco
  10. Sevcik – Para todos os níveis

Além desses, já utilizei outros como Mazas, Kayser, N. Laureox., Flesch, Maia Bang, enfim, se eu fosse listar todos aqui eu iria ficar muito tempo.

Não vou disponibilizar os métodos aqui pois posso infringir alguns direitos autorais, mas se você já se cadastrou na nossa lista, logo receberá exemplos desses métodos. Na lista eu envio links com amostras destes métodos e até exemplares caso não tenham direitos autorais. Se você ainda não se cadastrou, não custa nada e leva apenas alguns minutos.

Porém você deve ter uma coisa em mente, não é o método (papel) que vai resolver todos os seus problemas mas sim “a maneira” que você utiliza os métodos. Por isso é sempre bom pedir uma ajuda para um professor, ele vai saber te indicar o método certo para você e como você deve utilizá-lo.

Gostaria apenas de lembrar que as informações escritas acima são opiniões minhas, mas se você tem outra visão ou gostaria de complementar alguma coisa sinta-se à vontade para comentar abaixo.

Obrigado!

Curso de Violino

Curso de Violino